Casa MATTONE

A Casa Mattone tem como premissa a remodelação de antigos armazéns londrinos, aproveitando os seus atributos técnicos/estéticos. As opções projetuais em termos de estrutura e de materiais assentam nessa procura de identidade industrial do volume edificado. A implantação é composta por dois volumes, que se distinguem quer em termos de composição formal e de função, onde o inferior se afirma de identidade coletiva, distribuído em dois pisos, onde o primeiro dos quais é dividido entre cozinha, sala e escritório, o segundo uma zona lounge posicionada num mezanino, e dá acesso à restante casa.

Em contraste com a estrutura metálica e a opção por grandes vãos envidraçados voltados para a piscina do volume com funções coletivas, optou-se pelo rústico tijolo-burro à vista para o volume destinado às zonas de dormir. Neste, a abertura de vãos para o exterior foi mais contida.